Home Quem somos Eventos Cadastre-se Promoções Anuncie Fale conosco  
 
Pesquisa
Matérias
Serviços
Parceiros










Matérias
 
Empreendedorismo




Empreendedores alcançam o sucesso antes dos 30 anos

QUEILA ARIADNE

 

Eles podem até não ter toda a experiência do mundo, ainda. Mas têm muita energia e tempo pela frente, o que deixa o "correr risco" mais confortável. São essas características que tornam possível consolidar um negócio de sucesso antes dos 30 anos. As estatísticas comprovam a teoria, pois a maioria dos empreendedores do país tem entre 25 e 34 anos. Entre todos os brasileiros nessa faixa etária, 22,2% estão envolvidos com algum empreendimento, segundo dados da pesquisa GEM, que mede o empreendedorismo em 60 países, divulgada pelo Sebrae.

Aos 30, Renata Vale comemora os quase dois anos da sua choperia, a Exclusivo. Enquanto fazia o curso de gestão em hotelaria, ela percebeu o gosto pelo ramo da alimentação e também fez um curso nessa área. "É lógico que é difícil, pode ser que dê tudo errado. Mas, quando somos jovens, é quando temos mais energia, mais ideias inovadoras e maior capacidade de acompanhar as mudanças", ressalta Renata.

Fábio Brettas, formado em administração, tem hoje 35 anos. Com 29, depois de receber um convite de um amigo, saiu de uma empresa de seguros para apostar em um mercado totalmente diferente: o da estética. "A Fina Forma tinha acabado de nascer, com duas pequenas unidades. Eu entrei como diretor comercial e de marketing. Logo no primeiro ano abrimos mais quatro unidades", conta. Hoje são nove, com 6.000 atendimentos por mês.

Pé no chão . Com uma dose certa de ousadia e uma boa de planejamento, aos 24 anos, Bruno Borges trancou a faculdade de comércio exterior, no último período, e foi para São Paulo trabalhar com o irmão, dois anos mais velho. Eles abriram a Facilite, especializada em montagem de pontos de venda. "Levamos um diferencial de atendimento e conquistamos o mercado". Em 2008, com 26 anos, ele viu uma lacuna no mercado mineiro, voltou para Belo Horizonte e abriu a FACMT, que monta estandes para grandes eventos.

Agora, aos 29, Borges é dono de uma empresa com 60 funcionários e um faturamento anual de R$ 600 mil. "Não adianta formação sem força de vontade. Quem quer empreender tem que arriscar, mas manter o pé no chão. E planejamento é tudo. Eu, por exemplo, trabalho com a meta de atingir um faturamento de R$ 1 milhão neste ano", afirma.

Planejamento também é a chave do sucesso de Rafael Mendes, 30. Aos 26 anos, depois de se formar em comércio exterior e buscar mais qualificação fora do Brasil, ele e os irmãos fizeram um plano de negócios, abriram uma empresa de estofados em Belo Horizonte, investiram no valor agregado e hoje são donos da Sava, uma das maiores empresas de móveis de luxo do país. O grupo, com 210 funcionários, ainda tem a W, empresa de marcenaria, e o Ateliê, que foi criado para reaproveitar matéria-prima. "Ao jovem que quiser empreender, eu digo que não é fácil, tem que ser responsável. É uma hora boa para arriscar, mas não pode achar que tem que ganhar e gastar. Tem que lembrar que você tem funcionários e está alimentando famílias".

 

Fonte: Jornal O Tempo

 


 
Versão para impressão Enviar para um amigo

« voltar
Assinantes
Usuário
Senha
 






 
 
Política de Privacidade   |   Termos de uso
Copyright © 2009 - Administro - O Portal do Administrador de Sucesso. Todos os direitos reservados.
Proibida a reprodução, publicação, distribuição, cópia, ou qualquer outra forma de utilização do conteúdo sem autorização por escrito dos editores.